Español

MENSAGEM DE BEM-VINDO: 1ª CIMEIRA IBERO-AMERICANA DE CONTRACEPÇÃO, SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA

– FLASOG

Distintas personalidades da mesa de honra.
Amigos e amigos, todos.

Aprecio calorosamente a oportunidade que o Comitê Organizador da Primeira Cúpula Ibero-Americana sobre Contracepção, Saúde Sexual e Reprodutiva, pelo pedido que me fez, para dirigir algumas palavras nesta cerimônia de abertura.

Quero que sejam, naturalmente, palavras de saudação e boas-vindas que reflitam os sentimentos de amizade que caracterizam nossa grande família ibero-americana. Agradecemos em primeiro lugar às nossas ilustres personalidades da mesa de honra pelo apoio irrestrito e pela distinção da sua presença nesta cerimónia. Obrigado aos convidados especiais e professores estrangeiros e mexicanos. É um traço exemplar de desapego e companheirismo, eles não hesitaram em se afastar de seu enorme trabalho para compartilhar entre nós as preocupações do conhecimento e nos dar seu conhecimento científico. Nosso reconhecimento por eles não tem limites, assim como a consideração que temos por eles.

Apesar desses avanços, na Conferência Mundial de Direitos Humanos, realizada em Viena em 1993, tornou-se necessário insistir que os direitos das mulheres e meninas constituem direitos humanos inalienáveis. A contribuição dessas conferências foi o reconhecimento de novos direitos, como os direitos sexuais e reprodutivos, e principalmente enriquecer a estratégia de implementação de ações afirmativas na marcha para a equidade de gênero. Entre os principais componentes da abordagem baseada em direitos estão: igualdade e equidade de gênero, direitos sexuais e reprodutivos e atenção à saúde sexual e reprodutiva.

O objetivo fundamental dessa abordagem é transformar a linguagem dos direitos em melhorias reais na qualidade de vida das pessoas e, de um ponto de vista, transformá-las em ações cotidianas. O mundo deve reagir que na medicina nem tudo é biologia, fisiologia, tecnologia, modernidade e novidade, mas é essencial considerar suas raízes humanitárias, especialmente as da reprodução humana onde os profissionais de saúde desempenham um papel fundamental como indivíduos que facilitam, promovem a capacidade do paciente exercer seus direitos sexuais e reprodutivos, destacando-se o direito à informação e educação.

Por isso, convém rever, esquecendo nossos velhos preconceitos, todos os fatos isolados, as lendas, tradições e velhas doutrinas que vêm sustentando a realidade dessa enteléquia, apesar do ceticismo paralisante de muitos cientistas. Simplesmente insistimos em chamar a atenção para preocupações renovadas, não mais esotéricas ou primitivas, mas baseadas em avanços recentes da ciência experimental e respaldadas por raciocínios rigorosos e justos. Com tais premissas, busca-se a verificação objetiva e rigorosamente científica desse lendário princípio. Fazemos uma invocação para que, quando isso for alcançado, o alvorecer de um futuro propício guie a evolução da medicina pelos caminhos ainda ocultos do aperfeiçoamento humano.

Caros membros do Congresso, o mundo adoece todos os dias de desconfiança e medo, às vezes beirando a angústia. Cabe a nós contribuir para a erradicação desses males, servir à causa da compreensão humana, lutar para garantir a paz. Aquela paz que não é o cartaz de ninguém, porque é a bandeira de todos, não importa a cor, o país ou a religião. Somos indivíduos de carne e osso e esperança, que se unem para fazer avançar nossa ciência, mas com um objetivo supremo, o de melhor ajudar os seres humanos.

Amigos todos nós, nos apresentamos sem máscara e sem fingir colocar óculos falsos diante de seus olhos. Somos um país latino, mais que por origem, por temperamento, por inclinação de espírito, um povo de sensibilidade artística, para o qual a promessa de um belo sonho costuma ser mais verdadeira que a dura realidade objetiva. Bem-vindo à casa mexicana.

Dr. Samuel Karchmer
julho de 2019

Author

flasog21

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.