Español

FLASOG DIANTE DA PANDEMIA COVID-19

COMITÉ EJECUTIVO DE LA FEDERACION LATINOAMERICANA DE SOCIEDADES DE OBSTETRICIA Y GINECOLOGIA (FLASOG) FRENTE A LA PANDEMIA POR COVID-19
– COMITE EJECUTIVO DE LA FLASOG

COVID-19 (Coronavírus) é um patógeno com alta velocidade de contágio devido ao seu fator reprodutivo, não é SARS ou influenza, e está se espalhando rapidamente em todo o mundo, causando impactos consideráveis ​​na saúde, econômica e socialmente em nível global.

Até agora, os homens parecem ser mais afetados do que as mulheres e os dados disponíveis sobre o COVID-19 durante a gravidez são limitados.

Com base nas evidências atuais, as mulheres grávidas não parecem ter maior risco de infecção por esse vírus ou de sintomas mais graves do que a população em geral. Até hoje, nenhuma morte foi relatada em mulheres grávidas e não há evidências de transmissão vertical para o feto durante a gravidez.

Estamos cientes de que historicamente, em outras epidemias de vírus respiratórios, as gestantes têm sido afetadas de forma desproporcional por doenças respiratórias graves, com maior taxa de mortalidade, internação em UTI e outras doenças infecciosas associadas, em comparação com a população não gestante.

Por esse motivo, o FLASOG recomenda aos obstetras-ginecologistas e outros profissionais de saúde da América Latina que prestem muita atenção à saúde e ao bem-estar das mulheres grávidas e destacem quaisquer sintomas de febre, tosse seca ou dificuldade respiratória, tentando garantir o atendimento oportuno e diagnósticos e terapias adequadas, seguindo as recomendações da OPAS / OMS sobre biossegurança para evitar o contágio de casos suspeitos ou portadores de infecção por COVID-19.

É obrigatório obter um histórico detalhado de viagens e contato com pessoas infectadas ou com risco de infecção que vêm de países de alto risco, bem como levar em consideração a história epidemiológica da gestante com febre e doença respiratória aguda, tomar as medidas pertinentes para promover sua saúde. É imprescindível, nestes casos, notificar a equipe de controle de infecção da instituição de saúde correspondente.

Para mantê-los atualizados para garantir e oferecer o melhor às nossas pacientes durante a gestação, o parto e o puerpério, visto que as evidências vão mudando com o tempo, a FLASOG está atenta às publicações científicas e aos protocolos de manejo emitidos pela OMS e vai compartilhar novas informações assim que publicadas, através de um portal dedicado que criamos no nosso site.

Por fim, os convidamos a estar mais unidos do que nunca, a vencer este flagelo que põe em risco a humanidade e a continuar a contribuir com o melhor de cada um nestes momentos de crise.

Author

flasog21

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.